Frete Grátis Acima de $250,00
Entrega discreta
6x sem juros
0 Carrinho
Seu carrinho está vazio no momento.
Qual o seu fetiche? BDSM, sexo a três... Ilustração com duas pessoas vestidas com top e calcinhas típicas de práticas BDSM. A da frente está usando uma coleira amarrada em uma guia que a de trás está segurando

Sexo a 3, sexo em público, BDSM… qual o seu fetiche?

Explorar a sexualidade é um caminho que envolve autoconhecimento, aceitação e quebra de preconceitos, mas que também traz muito prazer durante todo o processo. A 2, então, essa viagem pode ser ainda mais intensa e gostosa, só que é preciso se abrir um pouco para as novidades e se permitir experimentar. Nisso, os fetiches – ou fantasias sexuais – aparecem para deixar o sexo mais quente 🌶️

Mas antes de começar a falar sobre os principais fetiches de brasileires, vale lembrar daquela velha regrinha (que nunca será ultrapassada): sendo entre pessoas adultas, com consentimento e respeito a si e ao(s) parceire(s): pode tudo, bb!

Então, por mais que soe com algum estranhamento no início ou até que você sinta vergonha de falar, não deixe de conversar sobre seus desejos e fantasias e também não se feche completamente para os fetiches da outra pessoa.

Mesmo que você não sinta vontade de realizar, não minimize o que outre sente, tá. A diversidade de desejos é algo que deve ser respeitado sempre.

O 2º episódio do Baueny Show by Baueny, nosso especial de Dia dos Namorados trata de fetiches de casais, além de outros assuntos sobre prazer e sexualidade. 

VEM VER!

Como a  lista de fetiches é infinita, mas os caracteres deste artigo não, resolvemos nos orientar pelo Censo do Sexo pantynova feito no ano passado para falar um pouco sobre as principais fantasias da nossa comunidade.

Quer saber quais são? Segura na minha mão e se joga!

EU NÃO USO FANTASIA, EU REALIZO

O Censo do Sexo pantynova 2022 mostrou que o sexo a três foi o fetiche mais citado por brasileires. Hétero, homo, bi e pan: todas as orientações sexuais sonham com um ménage. 

As demais colocações formaram pódios variados, mas o BDSM, o voyerismo e o sexo em público também brilharam muito nas primeiras colocações. 

Ménage à trois

O ménage à trois é o nome chique do bom e velho sexo a 3.  Seja qual for a configuração do trio, o ideal é envolver todes na brincadeira e, de preferência, combinar as “regras” antes. Por isso, o melhor é realizar esse fetiche com pessoas de confiança, com quem você se sinta à vontade tanto para pedir algo quanto para dizer comunicar se não estiver confortável.

Como é bastante comum que um casal convide uma terceira pessoa para a prática, a gente recomenda uma conversa aberta entre o casal, para que não role insegurança ou ciúme, antes e depois do rolê.

 O sexo a 3 permite explorar diferentes dinâmicas sexuais, descobrir novas formas de interação e novos jeitos de sentir prazer. 

A gente deu 8 dicas para aproveitar ao máximo um ménage à trois neste artigo. Mas se você não estiver confortável com a ideia de ter uma terceira pessoa na cama e quer experimentar algo a 3, que tal começar abrindo a relação com um vibrador?

BDSM

Bondage, Discipline, Sadism, Masochism são as palavras que formam a sigla BDSM, que, basicamente, significa amarração, dominação, sadismo e masoquismo.

Para quem pratica BDSM, a sensação de poder, a intensidade, a humilhação, a dominação e a dor (provocar ou sentir) aumentam o prazer.  Mas essa é, talvez, a prática sexual que mais exige confiança entre parceires, pra que seja feita de forma segura.

Não preciso nem falar em respeito e consenso, né, mô?!

São muitas as práticas que cabem dentro desse grande “guarda-chuva” que é o BDSM, como shibari (aquela amarração mara), spanking, privação sensorial e pet place etc. E você não precisa praticar o BSDM para sentir tesão, às vezes basta imaginar, usar acessórios, como algemas, coleiras e harness, pedir para mozão segurar suas mãos ou seu pescoço… enfim, algo que sugira o uso da força, mas que não seja violento. O limite pode ser combinado entre vocês.

São muitas as práticas que cabem dentro desse grande “guarda-chuva” que é o BDSM, como shibari (aquela amarração mara), spanking, privação sensorial e pet place etc.

Quer saber mais? Leia O que é BDSM e como explorar o máximo desse fetiche

Voyeurismo

Voyeur é a pessoa que tem fetiche em observar outras pessoas se masturbando ou transando. A palavra vem do francês e significa “aquele que vê”. Mas aqui temos, novamente, a questão do respeito e do consentimento: não vale sair espionando e violando a privacidade alheia para satisfazer uma fantasia sexual, né!? Aquelas situações absurdas retratadas em séries e filmes que a pessoa fica escondida olhando a pegação é bem ilegal.

De forma consensual, o voyeurismo pode fortalecer a cumplicidade entre parceires e aumentar o desejo sexual mútuo. 

Frequentar casas de swing é uma ótima alternativa para quem quer praticar o voyeurismo sem importunar ninguém. Vale experimentar, hein!?

Sexo em lugar público

Esse fetiche (que tem o nome estranho de agorafilia) é tipo um primo do voyerismo: tem quem goste de ver outras pessoas transando, tem quem sinta tesão com o risco de ser visto transando e tem, ainda, quem goste das duas coisas.

Escada, praia e ambiente de trabalho (!!!) estão entre os lugares mais desejados por quem sente tesão no risco de ser observade durante uma prática sexual. 

O lance é que isso se configura como crime, segundo o Artigo 233 do Código Penal (éééé, gaaaaaaatã, aqui a gente informa direitinho porque a gente não vai pagar fiança de ninguém, hein). Então, se transar em público for seu fetiche, planeje tudo bem direitinho, não faça isso em lugares com crianças e, se preferir sentir prazer sem correr riscos, experimente MATCH, o vibrador vestível que é todo discretinho e bem potente.

MENÇÃO HONROSA PARA O EDGING

Nunca ouviu falar em edging? Pois bem, tome nota porque vale a pena, hein! 

Edging é um fetiche / técnica que parece novidade, mas na real parte de práticas bem antigas que focam em retardar o orgasmo parando os estímulos um pouco antes do gozo.

Só não vai confundir edging com sexo tântrico ou com carezza. Ao contrário dessas práticas, o edging visa, sim, o orgasmo – além de todo prazer ao longo da relação. O lance é se estimular e estimular mozi até vocês estarem “a ponto de bala”. Quando sentirem que vão gozar, param os estímulos por uns 30 segundos e aí recomeçam a brincadeira.

Esse para e continua pode continuar até a hora que vocês decidirem explodir. E se preparem, porque costuma ser uma explosão mesmo.

Uma das melhores formas de praticar o edging é com masturbação mútua. E aí, os vibradores e outros sex toys são aliados fortíssimos. 

Se experimentar, conta pra gente como foi, tá!? 

SURPREEESA, MOZÃO!

Ao compartilhar e realizar os fetiches, os parceires acabam criando uma conexão mais profunda, com mais confiança . A experimentação dentro dos limites estabelecidos pelo casal pode trazer uma sensação de novidade para o relacionamento.

Para isso, vocês devem conversar sempre, honesta e abertamente. 

Quando as fantasias sexuais são exploradas a 2, rola um glow up na satisfação sexual do casal. Diversificar as práticas sexuais ajuda você e mozão a descobrirem novos caminhos para explorar toda sua potência.


Vibros e dildos estão com 10% de desconto no nosso site até o dia 12 de junho. 🔥 Aproveite para realizar fantasias no próximo Dia dos Namorados 🔥


Sexo a 3, sexo em público, BDSM… qual o seu fetiche?