Surpresa Anal

Conto Erótico - Surpresa Anal

Prefere ouvir? 👩🏻‍🎤 Não tem problema, clique play e ouça o conto erótico narrado por nós.

Meu celular vibra com uma mensagem do meu noivo. "Eu vou chegar mais tarde, você sabe que as coisas andam complicadas aqui, desculpa mas não vou conseguir jantar com você hoje". André andava muito ocupado, tanto ele quanto eu estamos começando as nossas carreiras então andamos trabalhando muito e passando pouco tempo juntos.

Passam algumas horas e agora ele está prestes a chegar em casa. Imagino que ele vai chegar cansado e reclamando do trabalho. É sexta-feira, nós tínhamos vários planos… Ninguém merece ficar amarrado ao trabalho em uma sexta. Tenho certeza que tudo o que ele queria era ter passado a noite comigo vendo algum filminho.

Apesar de não ter jantado com ele eu planejo terminar aquela noite com algo a mais, de um jeito especial. André me trata como rainha, ele sempre cuida de mim, me ajuda com tudo o que preciso e é muito compreensivo quando eu preciso trabalhar até tarde. Decido que vamos terminar aquele dia com muito gozooo. risos...

Pego o telefone e ligo para um restaurante japonês. Compro sushi e mais algumas coisinhas, escolho sushi porquê a gente come frio mesmo e é maravilhoso né. E tem mais, quem não gosta de sushi? Deixa qualquer um feliz e de bom humor!

Meu telefone vibra mais uma vez. "Amor, estou indo para casa, te amo".

Corro para o quarto e começo a acender algumas velas. Nós dois amamos jantar e transar a luz de velas. Está escurinho, a iluminação deixa tudo mais sensual. Após acendê-las pego meus óleos corporais e os coloco ao lado da nossa cama. Também encontro uma venda e a coloco lá, eu ainda não sei bem o que vou fazer com isso mas estou muito empolgada e excitada.

Vou ao banheiro, acendo mais algumas velas e preparo a banheira para nós. A banheira é bem grande, geralmente tomamos banhos juntos e batemos um papo enquanto aproveitamos aquele clima romântico. Enfim, enquanto coloco os meus sais de banho na água eu escuto a garagem abrindo. Ele chegou!

Rapidamente saio do banheiro, coloco o meu roupão, pego a venda e vou encontrá-lo. Me sinto linda e maravilhosa…

"Boa noite André..." sussurrei em seu ouvido quando nos abraçamos.

As mãos dele seguravam a minha cintura e eu fui ficando excitada com o seu toque e seu cheiro. André tem um cheiro especial, e eu amo, acho que nunca vou me cansar desse perfume de homem que ele tem. Ele veste um terno, uma camisa surrada e calça social. Com a sua mão esquerda segura o cachecol.

"Boa noite mesmo, pelo menos agora eu estou em casa com a minha gatinha, você me faz tão feliz" André disse com voz doce enquanto me enchia de beijinhos.

"O fim de semana começa agora!" eu disse empolgada. "Esquece o trabalho amor, agora eu tenho uma surpresinha para você!" eu disse sorrindo enquanto olhava em seus olhos.

"Só uma coisa André, não me pergunte nada, apenas faça o que eu mando, okay?" eu disse para ele.

"Hmm, tá bom… Que tipo de surpresa? Eu gosto de surpresas" ele responde meio confuso mas com um sorriso no rosto.

"Beleza, primeiro vou vendar os seus olhos, e você vem comigo." Pego a minha venda e cubro os olhos de André.

"Ish, que você ta fazendo amor?" ele pergunta desconfiado.

"Não! Acabei de falar, sem perguntas André" falo mais uma vez ao terminar de colocar a venda nele.

O pego pela mão e o trago para o quarto. "Hmm que cheiro bom, o que é? Jasmin?" André realmente não sabe ficar quieto.. "Sim André, que saco, para de fazer perguntas" eu reclamo. Então tiro a venda dos seus olhos e ele se desculpa.

"Você sabe que eu sou curioso né" ele diz fazendo carinha triste.

"Hmm eaí? E agora?"

"Agora tomamos um banho, preparei a banheira pra gente" respondo e comeco a lhe despir. E ele sorri, eu então tiro a sua roupa e vou passando as minhas mãos pelo seu corpo. Os olhos dele seguem os movimentos das minhas mãos, eu acaricio o seu tórax, depois os seus braços, desço para a barriguinha e volto para brincar com os seus mamilos… Hmm… Dou uma mordidinha em seu lábio e o pego pela mão.

"Vai, vamos para banheiro" digo já um pouco ofegante, eu estou muito excitada com aquela situação e mal posso esperar para sentir o meu corpo nú junto ao dele.

Então ele entra primeiro na banheira e eu vou tirando o meu roupão bem lentamente. Ele me olha com cara de apaixonado e admira o meu corpo. "Que linda que você é amor" ele me elogia. Eu me aproximo da banheira e ele me oferece a sua mão para me ajudar a entrar.

A água está quentinha, eu deito com as minhas costas sobre o tórax dele. Ele então começa a passar as mãos nos meus cabelos e a beijar o meu pescoço bem suavemente. De repente sinto as suas mãos envolvendo o meu corpo, agora elas brincam com os meus mamilos que estão bem durinhos e sensíveis, e eu gemo. Ele brinca um pouco, dá leves apertadinhas no bico dos meus peitos e desce a mão para a minha barriga… E o meu corpo treme de prazer.

Ele brinca com os meus seios mais um pouco e então se estica para pegar o sabonete. Começa a esfregar as minhas costas, os meus braços, e termina nos os meus seios… Hmmm, a sensação das suas mãos com a espuma me deixa muito excitada… Então ele pega o sabonete e vai descendo a sua mão em direção a minha xoxota… Em poucos segundos ele esfrega a minha xaninha dando uma atenção especial ao meu clitóris. Eu vou abrindo as pernas e gemendo, seguro a sua mão e a pressionou contra a minha xoxota… Que delícia.

Eu me viro, pego o sabonete e comeco a esfregar o seu tórax. Esfrego bem gostosinho, brinco com seus mamilos e desco, chego em sua barriguinha e vou esfregando mais. Nessa hora sinto o movimento do seu pau duro debaixo da água, ele está duro como rocha e eu ainda nem encostei em sua piroca. Contínuo, desço mais e agarro o seu pau, comeco a masturba-lo lentamente e André fecha os olhos e geme. Me aproximo e começamos a nos beijar, é muito gostoso sentir a sua língua em minha boca enquanto sinto o seu pau grosso em minhas mãos.

"Hmm quero chupar esse seu pau gostoso" digo enquanto esvazio o banheira. Peço que ele se levante e agora tudo o que vejo na minha frente é o seu pau grosso e duro com aquelas duas bolas deliciosas cheias porra. Quero tudo na minha boca, e quero agora.

Seguro o seu pau com uma mão e com a outra eu massageio a cabeça do seu pênis… André geme. Eu então dou lambidinhas nas suas bolas e vou o masturbando. É muito bom sentir o seu pau latejando nas minhas mãos. Dou beijinhos no seu pau e alterno com chupadas. Brinco tentando enfiar tudo na minha garganta mas engasgo.

"Será que consigo enfiar a suas suas bolas na minha boca?" pergunto olhando para cima, André me admira, enquanto eu o chupo ele belisca os seus mamilos. "Vai amor, chupa as minhas bolas" ele responde.

Chupo mais e com mais vontade, tendo enfiar as suas bolas na minha boca mas elas são muito grandes. Quanto mais eu tendo mais alto ele geme. Eu então ponho a minha mão ao redor do seu cuzinho enquanto o chupo. Coloco um dedinho na sua bunda e vou massageando a sua próstata enquanto enfio todo o seu pau em minha boca, e ele geme mais e mais alto. Aumento o ritmo, vou chupando mais rápido e fodendo o seu cuzinho com o meu dedo com mais força… Posso sentir o corpo de André trêmulo, sei que ele está perto de gozar mas ainda não é a hora. Então paro e digo que é hora de ir para o quarto. André está completamente vermelho, em êxtase, ele parece não acreditar que não tivesse gozado.

Nós nos enrolamos nas nossas toalhas e fomos para o quarto. Eu então mandei que ele enxugasse o meu corpo, e ele foi passando a toalhinha em mim. Me secou toda e quando chegou na bucetinha ele agachou bem rapidinho e me deu uma lambida.

"Vou secar com a minha boca, amo chupar a sua bucetinha" ele disse enfiando a cara entre as minhas pernas. E eu gemi alto. Esse não era meu plano, eu queria mandar ele parar mas estava muito bom. Abri as pernas um pouquinho, segurei a cabeça dele e a pressionei contra a minha xoxota. Hmmm… Ele estava com sede de suco de xoxota, ele metia a boca e brincava com meu clitóris.

"Hmmmm" gemi ainda mais alto. Fui abrindo as minhas pernas e esfregando o rosto dele na minha xoxota. "Vai safado, chupa a minha xoxotinha". "Você quer um dedinho?" ele me perguntou e eu disse sim. Ele foi me chupando e metendo os seus dedos grossos dentro de mim. Eu beliscava os meus mamilos e de repente gozei, ali mesmo, enquanto ele mantinha a minha xoxotinha em sua boca. Hmmm…

"Ai gatinho, gozei, mas ainda quero mais, levanta e deita na cama de bruços" mandei. Ele me olhando obedeceu em silêncio, o rosto dele estava coberto pelos meus sucos. "Faço o que você quiser amor, mas deixa eu chupar mais a sua bucetinha depois?" ele pediu, e eu disse que iria pensar. "Vou pensar, você está muito pidão hoje" terminei.

Ele vai para cama e deita com a sua barriguinha para baixo. Eu vou em seguida, pego os meus óleos corporais e começo a espalhar pelo seu corpo. Percebo que ele ainda está muito tenso, então lambuzo o corpo dele todinho. Começo pelas costas e vou descendo. Me posiciono sentando com a minha xoxota em sua batata da perna enquanto o massageio. Ele vai gemendo e pede para eu deixar ele tocar a minha xoxotinha. "Não André, eu que vou te tocar" respondi, e logo coloquei o meu dedinho em seu ânus… hmm, o óleo corporal deixou tudo mais gostoso e ele gemia com muito tesão.

Enfiava meu dedinho em seu ânus enquanto esfregava a minha xoxota em sua perna. Senti que estava prestes a gozar mais uma vez então resolvi mudar de posição. "Vira amor, fica com a barriga para cima" pedi, e ele virou sem hesitar.

Peguei o meu óleo e comecei a massagear o seu tórax… Que delicia de homem, depois de lambuzar todo o seu corpo de óleo agora era a minha vez. Mesmo sabendo que ele não é tão bom para fazer massagem eu ordenei que ela fizesse uma em mim.

"Pronto, agora é a minha vez" falei colocando o tubinho de óleo em sua mão. Me deitei e fiquei esperando pelo toque de André. Ele sorriu e perguntou se eu queria começar por frente ou por trás. E eu disse que pela frente…

André abriu as minhas pernas e ficou entre mim. Ele então colocou o seu pau duro entre os meus lábios vaginais, e enquanto me provocava com sua piroca ele foi passando óleo em meu corpo. Era muito gostoso sentir a cabeça do seu pênis latejando contra o meu clitóris… Em poucos minutos nós dois estávamos lambuzados… André então pingou algumas gotinhas de óleo em minha xoxota.

"Que tal uma massagem na sua xaninha?" ele disse com voz de safado. Ele brincava com os meus lábios, usava as duas mãos para explorar a minha bucetinha. Com uma tocava os meus lábios e com a outra enfia um dedinho dentro de mim. Eu gemia muito alto e pressionava o meu corpo contra a sua mão.

"Dois dedinhos?" ele perguntou enquanto mantia um dos seus dedos dentro de mim e massageava o meu clitóris. "Sim André, põe dois dedinhos" respondi. Ele foi enfiando dois dedos e me tocando, procurando o meu ponto G. É delicioso sentir os seus dedos dentro de mim, eu estou completamente lambuzada e ele adora. Vez ou outra tira os dedos de dentro de mim e chupa, ele ama sentir o gosto da minha xoxota.

"Amor brinca com meu cuzinho" pedi e ele logo tirou os seus dedos da minha bucetinha e começou a lambuzar o meu cuzinho. "Você gosta né, que cuzinho lindo" ele dizia enquanto massageava ao redor do meu ânus.

"Tenho uma idéia melhor" ele disse enquanto se posicionava na cama. André deitou com o seu rosto sobre a minha buceta. Ele então começou a chupar a minha xoxota enquanto penetrava o meu ânus com os seus dedinhos. Que loucura de noite. Eu gemia muito alto e movimentava o meu quadril contra o seu rosto. Adoro esfregar a minha xoxota na cara de André.

Após alguns minutos me chupando e massageando o meu clitóris André ficou de joelhos entre as minhas pernas e voltou a brincar com seu pau na minha xoxota… Ele escorregava para cima e para baixo. Parecia estar com dúvida se iria comer a minha xoxotinha ou cuzinho.

"Na minha bundinha amor" pedi, eu sou uma grande fã de sexo anal, eu adoro. Aliás, tanto eu quanto ele, André e eu já trocamos de papel algumas vezes e ele curti muito, tocar no anus um do outro faz parte das nossas preliminares. Nós somos um casal de amantes do sexo anal.

André foi enfiando a sua piroca no meu cuzinho e o seu pau foi me alargando por dentro. Somos experientes então ele vai com cuidado e eu controlo a penetração. "Segura amor, deixa minha bundinha acostumar com a sua piroca dentro" pedi colocando a minha mão em seu abdômen.

"Vai, mais fundo gato" pedi, e ele foi metendo. Em alguns minutos o nosso ritmo já estava muito acelerado e enquanto ele comia o meu cu eu me masturbava. "Peraí, não se masturba não, deixa que eu cuido da sua xoxotinha" ele disse afastando as minhas mãos da minha buceta.

André então diminuí o ritmo, começou a enfiar o seu pau beeem lentamente no meu ânus, e com uma mão ele cuidava da minha xaninha… Hmmm… Eu fechei os olhos e com as minhas mãos eu tocava os meus mamilos… Que gostoso… Ele esfregava o meu clitoris e vez ou outra enfiava dois dedinhos na minha xoxota.

"Hmmm André vou gozar" falei ofegante e gemendo. "Goza gatinha, goza, goza vaii delícia" ele foi falando enquanto mantia o seu pau no meu cu e metia seus dedos dentro de mim. Era uma sensação tão boa que tudo o que eu podia fazer era rebolar, eu apertava os meus mamilos com força e rebolava em seu pau. A minha xoxota pulsava e em poucos segundos eu tive um orgasmo avassalador. Transamos mais um pouco e eu gozei mais uma vez, só que desta vez com ele.

 

Que tal seguir o nosso podcast e receber notificações a cada nova publicação? Assine o nosso canal no ITunes ou Google Play, é grátis! Clique no ícone abaixo para assinar.


Sugestão de produtos

 

 


1 comentário

  • Sexo anal bem feito proporciona prazer excepcional.Me deixou tesudo.Quero iniciar contato com mulher fogosa para intensos momentos de prazer sexual ou casal cujo marido sinta desejo de ver sua amada transando com outro macho.T
    enho excelente nível, com local mas posso ir até vc para gozarmos gostoso de forma discreta.
    sp e interior de sp
    homemgostoso@bol.com.br
    Vem gozar gostoso comigo

    homemgostoso

Deixe um comentário!