Siririca Literária

Conto Erótico - Siririca Literária

Prefere ouvir? 👩🏻‍🎤 Não tem problema, clique play 👇 e ouça o conto erótico narrado por nós.

Eu nem sei quanto tempo faz que eu estou sentada aqui… Eu deveria estar revisando o questionário que eu fiz mas a minha mente não está nesse lugar, eu continuo pensando na última vez que nós conversamos. As nossas conversas eram sempre muito safadas e isso me excitava muito. Deus lá sabe quanto tempo já estou aqui, na biblioteca, sentada, com os meus olhos fechados pensando nela. Eu deveria estar estudando...

A biblioteca da faculdade fica muito cheia nas semanas de prova! E eu aqui, sentada, com o meu material, meus livros e questionários sem fazer nada. Honestamente eu só consigo pensar nela, em mais nada.

Que merda, porque eu fui pensar nela bem agora? Aqui? Na Faculdade? Mas quanto mais eu penso mais molhada eu fico. Eu fico lembrando de todas as safadezas que ela me falava. Eu consigo sentir os meus mamilos ficando excitados e pressionando o meu sutiã. Os meus mamilos são super sensíveis, eu os sinto ficando duros e inchando mais e mais… Ao mesmo tempo que os meus mamilos incham eu fico mais excitada, a minha xoxotinha fica ensopada com seu delicioso suco me deixando úmida e saborosa. Nesse instante tudo o que eu queria era sentir a sua língua lambendo o meu pescoço, deixando um rastro de tesão em mim. Essa sensação dos meus mamilos desce para a minha bucetinha e eu fico louca. Agora tudo o que eu sinto é um calor emanando de dentro de mim. Eu fico toda vermelha e envergonhada, com medo que alguém aqui perceba que eu esteja assim, cheia de desejo.

Eu estou na livraria e explodindo de tesão! Eu balanço a minha camisa para me arejar, o movimento do tecido batendo contra os meus mamilos me deixa ainda mais excitada, eles estão inchados e quentes. Que gostoso, como eu queria estar sendo mamada por ela…. Hmm, estou toda arrepiada, e as minhas pernas já estão trêmulas, tudo que eu consigo sentir é que eu estou ficando encharcada, a minha buceta está cheia de suco e prontinha para ser fodida. Eu então resolvo ir para um canto mais privado, aqui na biblioteca da minha faculdade tem algumas mesas que são divididas em cubículos… Quente por dentro e por fora eu ando apressada, segurando o meu material embaixo dos meus braços, até mesmo o meu andar atiça a minha xoxota, que não para de produzir seus deliciosos sucos.

Por sorte encontro um cubículo vazio, entro e decido que é hora de estudar. Folheio um livro e parece que os meus olhos lêem mas eu não consigo absorver nada. Então abro a minha apostila e a mesma coisa acontece. Tento o meu questionário mas não sei a resposta para nada. Tudo o que eu penso é como eu adoraria estar entre as suas pernas agora, e como eu adoraria estar esfregando o meu rosto em sua xoxota quente. 

Eu sei que ninguém pode me ver aqui nesse cubo, então decidi fechar todos os meus livros e apostilas e me masturbar. Nunca pensei que teria coragem ou vontade de fazer isso na faculdade, mas o silêncio da biblioteca dá muito espaço para a minha imaginação, e agora eu preciso gozar.

Ela é muito mais alta que eu, e eu quero muito acariciar cada curva do seu corpo. Me imagino conversando com ela e levemente tocando a sua bucetinha por cima da calça. Começo a sentir um calor pulsando entre as minhas pernas, então eu as abri por debaixo da mesa de estudos. Nessa hora já não sei o que está me deixando com tanto desejo, se são os meus pensamentos ou a idéia de me masturbar ali mesmo, na biblioteca da faculdade. Acho que é tudo um pouco, mas eu já não ligo, eu só quero dar o que a minha xoxota merece. Já não penso em mais nada, agora é aqui e vai ser agora!

Eu dou uma olhadinha na minha calcinha e descubro que ela está muito, muito mais molhada do que eu imaginava, eu não deveria ter vestido uma calcinha cinza! Estou tão excitada que eu já posso ver uma marca e a minha xoxotinha não vai parar de jorrar o seu delicioso suco nem tão cedo. Já faz um tempo que eu descobri que quando eu fico excitada eu fico muito, MUITO molhada. Tipo MUITO mesmo, toda lambuzadinha. E eu só penso em como eu gostaria de chupar a bucetinha dela.

Começo a lembrar dos seus lábios se movendo enquanto ela falava algumas sacanagens para mim, e imediatamente os meus dedos descem e vão de encontro a minha vagina. Minha xoxota está pulsando e eu sinto os sucos da minha buceta jorrarem de mim, então puxo a calcinha para o lado deixando a minha xoxota exposta. O ar daquela livraria beijava a minha buceta quente e a sensação era como eletricidade, eu me tremia e queria muito gemer.

Eu só consigo pensar que eu estou tão excitada, tão molhadinha e quente, eu não consigo mais me segurar. Eu sei que eu estou na biblioteca da faculdade mas a minha xaninha merece isso e o meu clitóris pulsa muito… Eu desço a minha mão direita e pressiono o meu dedo do meio entre os meus lábios vaginais… Hmmm, a minha bucetinha é tão macia… Hmm, sim, é isso que eu preciso! Que sensação deliciosa! Meus dedos começam a subir e descer entre os meus lábios vaginais que já estão inchados e molhados, e eu adoro quando eu esfrego o meu clitóris. Entre uma esfregada e outra eu enfio o meu dedo dentro da minha bucetinha, eu posso sentir o calor emanar enquanto eu encharco os meus dedos com os meus sucos vaginais. Me inclino com a minha cadeira levemente para trás, levanto a minha saia na altura da minha barriga e enfio o meu dedinho na minha macia xoxota molhada.

Eu sinto uma sensação que vou gozar e então tiro os meus dedos de dentro de mim, eu estava prestes a gemer e achei que não iria conseguir me segurar. Os meus dedos estão cobertos pelos meus deliciosos sucos vaginais, eles estão grudentos e cheios de sabor. Começo a chupar os meus dedinhos e isso me da ainda mais prazer, o gostinho de buceta me deixa ainda mais excitada, e quando me dou conta os meus dedos já estão entre as minhas pernas novamente. Eu começo a tocar o meu clitóris e a massageá-lo com movimentos circulares… hmmm…. Que delícia, entre os movimentos eu deixo escapar um gemido baixo, mas já não me preocupo mais, a idéia de ser pega me deixa ainda mais excitada.

Eu fecho os meus olhos e já não me importo se vou ser pega, começo a esfregar e massagear o meu clitóris mais e mais. Rápido e devagar, parece que a minha mão já sabe do que a minha bucetinha gosta, e os meus dedos exploram a minha xoxota. Eu sinto que vou gozar, e isso vai ser logo, mas dessa vez eu não vou me segurar, dessa vez eu vou até o fim. Eu sinto que vou gozar, e que vou gozar muito. Meus dedos se movem mais rápido e eu escuto o som deles fodendo a minha xoxota, eu começo a massagear o meu clitóris de novo e …. "HMMMMMMMMMM AAAAA" gozo, mordo o meu casaco e gemo, gemo muito enquanto enfio os dedos dentro da minha xoxotinha molhada.

Foi uma delícia, mas da próxima vez eu quero fazer isso com ela, uma chupando a bucetinha da outra, bem aqui, na biblioteca.

 

Que tal seguir o nosso podcast e receber notificações a cada nova publicação? Assine o nosso canal no ITunes ou Google Play, é grátis! Clique no ícone abaixo para assinar.


Sugestão de produtos

 


2 comentários

  • Duas paixões na minha vida: masturbação e bibliotecas! <3

    La Belle
  • Nunca mais vou ver a biblioteca da faculdade com os mesmos olhos

    Kami

Deixe um comentário!