Pague c/ boleto ou em até 12x no cartão / Frete Grátis para comprinhas acima de R$ 250 🚚

Carrinho Fechar

Ver Opções

Simpatia à Brasileira

Conto erotico de ano novo sex shop pantynova

Conto Erótico - Simpatia à Brasileira.

Prefere ouvir? 👩🏻‍🎤 Não tem problema, clique play e ouça o conto erótico narrado por nós.

Ufa, férias! Demorou mas a minha época favorita do ano chegou, e apesar de eu ter trabalhado no natal, agora estava livre, leve e solta… bem solta. As minhas férias se iniciavam no dia 29 e acabariam no dia 1 de fevereiro. Esse ano quis fazer algo especial, então ao invés de vender as minhas férias eu toquei o foda-se e pedi QUARENTA DIAS, apenas para ficar em casa fazendo o que eu bem entendesse, tem coisa melhor?

Magina, eu tendo que trabalhar no Natal? E sabe qual é o pior, eu estava sozinha naquele escritório imenso. Não tinha um e-mail para responder e nem ao menos uma ligação para atender. As vezes eu acho que esses filhos da puta do RH fazem de propósito esse tipo de coisa, mas enfim… Como eu tenho rios de férias vencidas, escolhi pegar um montão de uma só vez.

Pois muito que bem, era dia 30 e lá estava eu completamente descabelada assistindo o jornal da Globo, aquele que passa de tarde, sabe? Eu esqueci o nome, mas enfim, era uma matéria especial sobre ano novo, comidas e simpatias.

Enquanto fuçava meu instagram fui escutando sobre as comidas, uva passa daqui, maionese dali, roupa branca dali… Até que escutei "BOM, AGORA VAMOS FALAR DE SIMPATIAS PARA O AMOR".

Nesse momento entrei em modo ATENTA, coloquei o meu celular de lado e prestei atenção em cada palavra que aquela mulher mística dizia.

"Bom meninas, todo ano é a mesma coisa? Aquela tia ou tio chatos chegam perguntando dos namoradinhos e namoradinhas? Então muito que bem, bora fazer uma magia babadeira para atrair o crush para a sua vida!" A moça falava e logo começou a dar as suas dicas mágicas.

"Bom, como temos pouco tempo, vamos falar de duas simpatias simples para o ano novo, uma mais tranquilinha, e uma mais pesada.. Aí fica ao seu critério, tá bom?"

TÁ BOM eu disse, estava tão atenta que eu nem piscava e até respondia a televisão. Era como se eu estivesse em uma consulta com aquela bruxa mágica do amor maravilhosa.

Explico: Você deve estar pensando "nossas, mas que desespero é esse para encontrar alguém e namorar e tal "Não, não é isso, o que eu queria mesmo era atrair várias gatinhas e gatinhos para trepar muito e curtir as minhas férias deixando a minha perereca feliz. Namoro? Ixi, nem pensar, só se alguém realmente MUITO especial e que valesse MUITO a pena cruzasse o meu caminho, mas a minha idéia era fazer uma simpatia da putaria eterna".

Pegue uma maçã, mel, cravos, papel e caneta... A mulher disse, e eu logo pensei que não tinha nada disso, então dei o meu jeitinho brasileiro…

Amada, eu só tenho uma pêra... cravo eu tenho, mel não tenho mas tenho açúcar, é doce igual, né? Papel eu tenho, hmmm e caneta também. Eu falava comigo mesma e com a televisão.

Bom, então em noite de lua cheia, acendam velas, apaguem as luzes e coloquem uma música de mantra de fundo.

Agora escreva no papel o nome do crush e reserve. Espete a maçã com os cravos e por fim a posicione sobre o papel com nome do seu crush e derrame todo o mel. Mentalize o crush e você juntinhos

Gente, mas que magia é essa? E o que eu faço? Eu não quero apenas um crush, eu quero vários. Bom! Anotei tudo e decidi que naquela mesma noite faria a minha simpatia da putaria eterna.

Calma, agora tem uma mais simples né menines. Que tal colocar uma calcinha na cor do seu desejo? Vermelho é amor, amarelo é dinheiro… AAAAAA gritei interrompendo a voz dela e desliguei a televisão.

Ora bolas, quem nunca fez essas simpatias de calcinha. Escuto isso desde a época em que eu era adolescente rolezeira, e sério, NUNCA funcionou… Então eu estava pronta para tentar algo mais pesado. Acontece que a única noite de lua cheia seria a virada de ano novo, e eu não estaria em casa, estaria na festa de uma amiga de uma amiga em uma chácara no interior de Goiás.

Hmm já sei, vou levar tudo na minha bolsa e quando der eu faço a minha magia em algum canto do jardim. Esse era o meu plano, e assim foi feito.

Dia 31, 18:00 horas. Estou pronta, belíssima, uso meu vestido branco, calcinha vermelha porque apesar de não acreditar nisso não custa tentar né, vai que potencializa a minha simpatia à brasileira? E enfim, estava linda e pronta para ferveção.

18:40 minha amiga chega, entro no carro dela e dirigimos cerca de 1 hora até a chácara.

- Nossa Lu que longe, e como faz para voltar?

- Eu dirijo ué, eu não vou beber hoje! Estou tomando remédios.

- Ahazou, combinado, então eu acho que vou beber uns golinhos…

- Vai mana bebe mesmo, aproveita, vai estar cheio de gatinhos e gatinhas na festa.

Chegamos e a minha amiga foi me apresentando para aquela galera toda. Era uma chácara imensa, com muito verde e a decoração da festa mais parecia para um evento. Estava tudo muito lindo e organizado. Deveria ter pelo menos umas 80 pessoas naquele lugar.

O tempo foi passando, fui bebendo e a única coisa que eu pensava era em como fazer a minha simpatia. Então fui andando e achei um ponto bem escuro entre umas árvores, e decidi que seria ali mesmo, e seria à meia noite! Queria toda energia do universo na minha simpatia!

- Lu eu vou ter que dar uma saidinha à meia noite, tá bom?

- Como assim, tá doida?

- Eu vou fazer uma simpatia, tem que ser hoje e tem que ser a meia noite! Eu disse.

- É sério? Ela perguntou.

- É sim, mas é rápido, você tá cheia de amigas e amigos aqui, eu vou lá rapidinho e devo voltar em uns 10 minutinhos, é bem rápido.

Ai tá bom amiga, você é doida… E onde você vai fazer isso? Não me faz passar vergonha!

Eu achei um cantinho entre as árvores, fica tranquila porra, não pesa a minha energia! Disse e fui buscar mais um drink.

Fui bebendo, girando pela festa e esperando a virada. Lá pelas 11:40 eu já estava exausta, acho que comecei a beber cedo demais… Sentei no cantinho e tomei mais um drink! E quando me dei conta eram 11:50!

Porra! Dei um grito, peguei a minha bolsa, saí vazada pela festa e fui correndo até aquele cantinho escuro entre as árvores.

Estava bêbada, tentava lembrar as instruções mas não conseguia.

- Bom, acho que é uma pêra, cravo, açúcar e o papelzinho né?

- Música não precisa, já tem a música de fundo da festa... Falava comigo mesma enquanto escutava é o tchan no último volume.

- Ai gente será que essa música vai cagar na minha simpatia ou deixar ela ainda mais potente? Falava sozinha enquanto tomava meu drink e pegava a pêra.

Pego o papelzinho e ao invés de escrever um nome eu decido fazer algo mais abrangente do que apenas o nome de um crush, eu então escrevi: EU QUERO PEGAR GERAL, MUITA PUTARIA MÁGICA. XOXOTAS E PIROCAS. TUDO EM DOBRO.

Na sequência peguei a pêra e tive uma idéia que me pareceu muito boa. A minha intuição dizia para eu esfregar aquela pêra na minha xoxota, e assim eu fiz. Agachei, puxei a minha calcinha de lado e comecei a esfregar aquela pêra na minha boceta…. Hmmm que delícia. Era para ser só uma esfregadinha mas eu fui curtindo muito aquilo e fui passando a pêra em todas as partinhas da minha bocetinha, e aquela pêra foi ficando toda melada com meus sucos vaginais… Hmmm… Eu então coloquei a mão em meu seio e …

PORRA OQ EU TO FAZENDO? Falei alto comigo mesma, tirei a pêra do meio das minhas pernas, a espetei com meia dúzia de cravos e pronto! Coloquei em cima do papelzinho e despejei o açúcar.

Como disse, de fundo não tinha música e nem velas, apenas a luz do meu celular e a dança da garrafa tocando de fundo. E eu, bêbada que estava logo caí no ritmo e fiquei dançando a boquinha da garrafa em cima da minha pêra mágica. Entre um gole e outro eu rebolava e descia até o chão naquele canto escuro entre as árvores.

- Oi? A festa é aqui agora?

Uma moça linda me perguntou dando risada enquanto eu dançava ao redor da minha pêra, e eu fui logo perguntando quem era ela, e ela me disse que era amiga da minha amiga, e que ela tinha pedido ajuda para me encontrar!

- Menina tá todo mundo te procurando! O que você tá fazendo aqui?

- Ai, era uma simpatia, resolvi fazer hoje a meia noite porque assim é potencializado… Enfim vamos voltar para festa.

- Não menina, eu também quero, bora fazer uma pra mim aí.

Eu então expliquei que ela precisaria de todos aqueles ingredientes e ela disse que não tinha, e então tivemos uma idéia maravilhosa.

- E se eu usar o mesmo papelzinho que você? Ela sugeriu e foi logo pegando ele, ela então o leu, riu alto e perguntou o que era aquilo.

- Mana, você escreveu que quer xoxotas e pirocas? Você é bi? Eu não sei se sou bi mas sempre tive atração por mulheres. Ela foi falando e se abrindo toda comigo.

- Ehhh… Não sabia o que responder e então apenas pedi que ela escrevesse o que queria naquele papel. E ela logo respondeu que queria a mesma coisa que eu, mas ela disse olhando nos meus olhos e tocando a minha mão… Aquilo foi tão excitante, será que a minha simpatia já estava funcionando?

- Ótimo! Respondi.

- Então você precisa colocar as suas energias na pêra. E para isso você tem que esfregar ela na sua bocetinha… Topa? Perguntei segurando em suas mãos, e ela sem exitar agachou, pegou a pera e começou a passar entre as suas pernas.

- Ai tem uns grãozinhos, o que é?

- É açúcar. Respondi, e brinquei dizendo que a bocetinha dela deveria estar bem docinha.

- Então me chupa? Ela disse assim, na lata, e eu apenas segurei em sua cintura e começamos a nos beijar.

O seu beijo era molhado e doce. Ela parecia nervosa mas foi logo enfiando massageando a sua língua com a minha, e me segurando com mais vontade. Enquanto nos beijávamos eu fui passando a mão em seu cabelo, desci até os seios e comecei a os massagear por cima de seu vestido.

- Deixa eu te mamar? Pedi, e ela logo tirou todo o seu vestido... Eu então desci a minha mão e logo senti o calor de sua doce bocetinha, estava quente e molhada. Enquanto alisava a sua xoxota eu mamava os seus seios e ela foi gemendo e abrindo as suas pernas dando mais espaço para a minha mão.

Minha mão foi ficando meladinha e o que eu mais queria era colocar a minha boca em sua bocetinha, e então eu fui descendo, lambendo o seu corpo e coloquei o meu rosto entre as suas pernas.

- Você quer que eu deite? Ela perguntou, mas eu disse que não, pedi que ela ficasse assim mesmo, de pé. Apenas com as pernas abertas para que eu pudesse chupar cada pedacinho da sua buceta e cuzinho.

Fui passando a minha língua devagarosamente na sua virilha, nas bordinhas da sua boceta, nas dobrinhas… Hmmm, e ela foi escorrendo e sua boceta inchava cada vez mais, eu podia sentir a sua xoxota pulsar de prazer.

- Hmmmmm! Ela gemia e então com as suas duas mãos segurou a minha cabeça e começou a me pressionar contra a sua vulva.

- Vai me come! Ela gemia, e eu então decidi que era hora de penetrá la com os meus dedos enquanto a chupava.

- Gatinha, já foi chupada e dedada ao mesmo tempo? Perguntei entre uma chupada e outra em sua boceta, e ela logo disse que não e foi abrindo mais e mais as suas pernas.

Então pedi que ela se deitasse e abrisse as pernas, e assim ela fez. Eu então decido ficar nua e tiro as minhas roupas. Agora só estamos nós duas, no escuro e peladas. Nossos corpos se entrelaçam e ela põe a sua coxa entre as minhas pernas.

- Hmm nunca senti uma bocetinha antes, que delicia, você é tão quente. Ela me disse gemendo, e eu fui me esfregando em sua coxa… Que delícia.

Mais uma vez fui descendo, abri as suas pernas lentamente e coloquei o seu clitóris na minha boca. Fui dando chupadinhas e com uma mão brincava com seu cuzinho e com a outra a dedava. Comecei com um dedinho e logo fui alternando entre um e dois.

- hmmmmmmm aa gozei! Ela gemia alto, eu podia sentir aquela energia passar pelo seu corpo.

Eu então manti meu dedinho dentro de sua xoxota e subi para beijar ela. Nos beijamos muito e quando me dei conta estávamos completamente cobertas pelos nossos sucos vaginais.v

- CAMILA? QUE PORRA É ESSA? Fomos interrompidas.

- O que que tá acontecendo? Perguntei

- Ai amor desculpa, eu tava ajudando a Lu e daí eu parei aqui e enfim, vamos embora! Ela disse sem graça e foi colocando o seu vestido.

Eu decidi testar a minha simpatia à brasileira… Se vocês lembram, eu pedi por xoxotas e pirocas, e então logo disse - Ei gatinho, a gente só estava brincando aqui, vem brincar com a gente? Que tal?

- Não, magina, pára! A moça com quem eu estava transando disse, mas quando percebemos o seu namorado já estava de calças baixas e com a sua bela piroca para fora.

- Hmm que gostoso, vai menina vamos brincar. Você já chupou uma bocetinha antes? Então enquanto ele te penetra você me chupa, e daí eu te chupo… Vai, faz parte da simpatia, vai ser mara! Eu disse empolgadíssima, e todos nós nos olhamos, chegamos perto um dos outros e começamos a nos beijar.

Enquanto eu a beijava, com uma mão eu acariciava a sua bocetinha e com a outra mão eu brincava com o pau e as bolas de seu namorado. Os dois gemiam e eu me sentia a heroína do prazer.

- Você fica quietinho, tá bom? Eu e sua namorada comandamos… Agora senta ai e mantenha esse seu pauzão bem duro e quente pra gente. Você tem que comer a nossa bocetinha bem gostoso. Combinado?

- Sim Sim. ele disse extasiado e com aparência de assustado. Hmm... Assustado talvez não seja a palavra, talvez hipnotizado, isso mesmo, ele parecia estar hipnotizado pelo nosso poder e xoxotas.

- Então vai gatinho, senta aí, deita e mantenha esse pauzão duro. Comandei e continuei beijando e acariciando a xoxotinha de sua namorada.

Ele então deitou e começou a se masturbar enquanto nós duas transavamos de pé em sua frente. Ela gemia ainda mais alto do que antes, e eu então eu pedi que ela sentasse na piroca do seu namorado.

Aquela mulher linda, completamente nua foi agachando e eu pude ver cada centímetro do pau do seu namorado ser engolido pela sua boceta saborosa. Ela foi agachando, gemendo e colocando tudo dentro da sua xoxotinha. Dava até para ver o brilho de longe, ela estava completamente encharcada pelos seus sucos vaginais.

- Ai vai amor mete. Ela mandava, e seu namorado ia a penetrando bem devagar e lentamente, quase que a provocando.

Hmmmmmm , esse gemido foi diferente, acho que ela gozou. Eu então me aproximo e enquanto ela senta sem seu boy, eu peço que ela explore a minha bocetinha.

- Senta nele e me chupa. Peço, e ela imediatamente enfia o seu queixo e lábios entre as minhas pernas. Me chupa muito gostoso…

Enquanto ela sentava no pau, com uma mão ela apertava as bolas do seu namorado e com a outra ela me dedava enquanto me chupava… Que delícia transar a três, que mulher maravilhosa… E então em poucos minutos nós três gememos alto, gozamos ao mesmo tempo e intensamente.

Após a transa nos beijamos, nos trocamos, e voltamos para a festa como se nada tivesse acontecido… Não foi estranho nem nada, foi natural e gostoso.

Naquela mesma madrugada peguei o contatinho de umas minas e boys que estavam naquela festa, até levei um carinha pra casa… Essas definitivamente foram as melhores férias da minha vida, e essa virada de ano a mais marcante.

Aliás, e você, que tal fazer uma simpatia à brasileira esse ano?

 

Que tal seguir o nosso podcast e receber notificações a cada nova publicação? Assine o nosso canal no ITunes ou Google Play, é grátis! Clique no ícone abaixo para assinar.

Que tal uns mimos?

2 comentários

  • Postado em por Harley Sodré

    Que tesao de áudio me envolvi totalmente, eu nunca fiz a três as mulheres que saio sao nomogamicas … e quando digo em
    Relacionamento aberto, vish …
    sabe vou projetar sexo a três sei que tem muita mulher com infinitos desejos a três .

  • Postado em por Luisa

    Amiga seguir a intuição é tudo, pode substituir a pera por um caqui?

Deixe um comentário

Todos comentários são verificados antes da publicação