Nota 7

Conto Erótico - Nota 7

Prefere ouvir? 👩🏻‍🎤 Não tem problema, clique play e ouça o conto erótico narrado por nós.

Hoje tenho 40 anos de idade, conforme fui envelhecendo o meu interesse por homens mais jovens foi crescendo. Eu acho que a minha fantasia mais sacana foi realizada na semana passada, eu transei com um moleque de 21 anos de idade que estava ajudando a minha amiga a cuidar do seu cachorro. Davi cuidava do cachorro durante a semana, e eu cuidava do cachorro da minha amiga aos sábados e domingos.

Eu acabei o encontrando algumas vezes e ele sempre foi muito doce e educado. Me peguei várias vezes reparando no corpo daquele boy magia. Ele tinha uns braços bem fortinhos, uma pele sedosa, um corpinho bem magrinho e um bumbum delicioso. Além dos atributos físicos, Davi tinha um sorriso encantador e muito sedutor! Algumas vezes eu tive que me policiar, enquanto conversávamos eu tentava reparar na sua mala… Que chato! Que medo de ele perceber que eu estava tentando saber mais sobre o que ele tinha debaixo daquele jeans surrado…

Enfim, na sexta-feira passada a minha amiga pediu que eu fosse na sua casa verificar se ela havia recebido uma encomenda. Ao chegar lá achei um bilhetinho que Davi tinha deixado para mim, no bilhete ele descrevia algumas situações engraçadas que havia acontecido com ele e com o cachorrinho durante a semana. Ele também deixou o seu número de telefone caso eu precisasse de ajuda. Eu então mandei uma mensagem de texto para ele perguntando se ele voltaria naquela noite para passear com os cachorros, e ele logo disse que sim, que voltaria às 8 da noite.

Sentei no sofá olhando para o meu celular e fiquei refletindo nas possibilidades da vida… Era sexta-feira e eu não tinha nada para fazer. Resolvi que voltaria para casa para me trocar, e então retornaria às 8 horas da noite para casa da minha amiga para encontrar Davi. Aquilo não era um encontro, eu apenas fingiria que tinha esquecido a minha carteira na casa dela, era tudo uma grande desculpa, eu só queria encontrar aquele boyzinho sozinho…

São 8 horas da noite e eu retorno a casa da minha amiga. Vejo o carro de Davi estacionado, então eu sei que ele já está por lá... Pego a minha chave e abro a porta fingindo não saber que ele está em casa. Assim que abro a porta os cachorrinhos vem me dar oi, eles estão super felizes e excitados com a minha visita surpresa! Eu então vou até a cozinha e de longe vejo Davi. Ele estava deitado no sofá da sala, apenas vestindo um shortinho curto de um pijama. O seu cabelo está um pouco bagunçado, acho que ele estava tirando uma soneca.

"Davi! Querido, eu não imaginei que você estivesse aqui! " Eu disse fazendo a linha cínica.

"Sim! Eu disse que viria. Eu estava aqui assistindo um filme com os cachorrinhos" Ele respondeu com voz doce e um sorriso no rosto.

Eu então sento do outro lado do sofá e brinco com os cachorros um pouquinho. Nós conversamos sobre amenidades e eu então pergunto se ele quer tomar uma cerveja. Ele diz que "sim", e então eu vou até a cozinha pegar umas bem geladinhas.

Pergunto o nome do filme que ele estava assistindo e ele responde "Hmm não sei, mas era um filme muito bom".

Me derramo no sofá e fico vendo o filme com ele enquanto brinco com os cachorros e tomo a minha cerveja. O tempo vai passando e vamos bebendo mais, o filme não é bom e nem ruim, mas tá valendo! Do nada um casal do filme começa a interpretar uma cena bem quente, de sexo bem gostoso… Que climão! Davi está sem graça, paralisado e vermelho, e eu também! Não sabemos como reagir e tinha um clima estranho no ar! Eu então me viro e percebo que o pau dele está latejando por dentro de seu shorts… Hmm...

Eu então faço uma piada sobre a cena para quebrar aquele clima estranho e nós rimos juntos, e logo me movo para mais perto dele com a desculpa de fazer carinho nos cachorros.

Já um pouco bêbada e maravilhosa eu disse "Você já fez algo assim?" me referindo a cena de sexo que acabamos de ver. Davi fica vermelho e diz ser muito inexperiente.

Eu então "ACIDENTALMENTE" esfreguei o meu braço nas pernas daquele gostosinho. Fingia que brincava com os cachorros mas na verdade queria passar a mão nele. Nessa hora já posso sentir a minha xoxota quente e pulsante, hmm… Volto ao assunto e digo que é difícil de acreditar que ele seja tão inexperiente, afinal de contas ele é tão gatinho e gostosinho…

"Se eu fosse uns 10 anos mais nova eu te comeria bem rapidinho" eu disse com voz de safada dominadora enquanto o encarava.

Abaixo os meus olhos e reparo no volume que lateja dentro dos shorts de Davi. Ele fica vermelho e ri, diz que tem certeza que eu tenho muitas coisas para ensinar para ele. Eu me sinto maravilhosa e quente, e percebo que apesar de muito tímido Davi anseia pelos sucos vaginais de uma mulher mais experiente como eu.

"Ué, só tem um jeito de aprender" Eu sorrio olhando dentro dos olhos de Davi. E ele responde fazendo gesto afirmativo com a sua cabeça "uhumm".

Me levanto, seguro na mão de Davi e peço que ele me siga até o quarto. Ela fica em pé como uma manequim, ele não sabe o que fazer, mas eu sei… Devagarzinho começo a tirar as roupas daquele boyzinho gostoso. Enquanto tiro as suas roupas vou alisando o seu corpo com as minhas unhas… Hmm… Aliso o seu peito, as suas costas, os seus braços e a sua bundinha redonda. Por fim tiro a sua cuequinha… Que delícia de pau, já está duro como uma pedra e parece ser bem grosso.

Peço para ele se deitar na cama e pergunto se ele já foi chupado, ele diz que sim, disse que só uma vez e que foi muito gostoso. "Eu vou te chupar bem gostoso" digo olhando em seus olhos, eu sei que ele nunca foi mamado do jeito certo. Já chupei muitas pirocas e xoxotas, eu me sinto uma profissional do oral.

Me posiciono entre as pernas daquele moleque e lentamente começo a alisar o seu corpo mas sem encostar em seu pau. Dou beijinhos em sua barriga enquanto assisto ao seu pau jorrar pré gozo. Ele está muito excitado… Me aproximo do seu pau quente, vou beijando o seu corpo, chego mais perto e passo o meu rosto seu pau. Hmm… Ele então pressiona a minha cabeça com força contra o seu pau.

"Que isso? Tira a mão de mim" eu digo nervosa. "Fica quietinho aí e aproveita, não encosta em mim" ordeno!

"Desculpa" Davi responde sem graça.

"Promete ficar quietinho?" digo olhando em seus olhos, ele responde que sim e fica ainda mais excitado. Então com a minha mão puxo a pele do seu pau para baixo e exponho a sua cabeça rosinha e inchada. Vou acariciando, tocando e dando lambidinhas… hmm… Trato o seu pau como um pirulito, e ele geme cada vez mais alto. Chupo, coloco tudinho na minha boca e tiro. Brinco, dou beijinhos e lambo cada pedacinho da sua piroca.

Sabendo que ele estava prestes a gozar eu vou chupando mais rápido. Minha boca desliza em seu pau grosso e quente, é muito gostoso sentir o seu pau duro e latejante dentro da minha boca. Chupo tudo, lambo as suas bolas e as massageio.

Hmmm… Ele vai gemendo mais alto, eu sinto as suas bolas trabalhando para fazer leitinho e quando menos espero o seu pau pulsa e enche a minha boca de leite quente. Eu guardo tudinho dentro da minha boca mas não engulo, viro o cuspo cuspo tudo no chão.

Ele se vira e eu o deixo descansar um pouco. "Nossa nunca imaginei que poderia ser tão gostoso e intenso!" ele comentou ainda muito ofegante. Eu sorri e perguntei se ele estava pronto para mais e ele diz que sim! Logo fiquei nua, estava pronta para muito mais!

Nessa hora eu já estava completamente molhada e meus mamilos estavam durinhos e excitados. Eu então disse que agora era hora de ele retribuir o favor que eu fiz para ele. Deitei nua, coloquei um travesseiro alto para poder ver ele enquanto ele me chupava e fui abrindo as pernas bem devagarinho. Ele me assistia como um animal no cio… Davi foi chegando perto e eu disse que não, que era só para olhar… Abri as pernas e me tocava, me exibia para aquele moleque… Explorava a minha bucetinha para provoca-lo e deixa-lo cheio de tesão.

"Eu não aguento mais" Davi disse com voz de pidão. Eu então pedi que ele se aproximasse, disse que o ensinaria tudo sobre a minha xoxotinha molhada.

Primeiro eu pego a sua mão e a lambuzo com os meus sucos vaginais, passo os seus dedos grossos nos meus lábios vaginais e deixo que ele me penetre um pouco… Em seguida peço que ele chupe os seus dedos, quero que sinta o gosto da minha xoxota. "Que delícia, é gostoso demais!" Davi comenta empolgado. Eu então pego a sua mão e o mostro onde fica o clitóris, o ensino como tocá-lo e massageá-lo. Ele é um pouco atrapalhado, mas com a minha ajuda ele vai melhorando bem rapidamente.

Eu começo a gemer mas logo ordeno que ele pare! Pego a sua mão e o mostro de onde os meus sucos vaginais estão jorrando. Mando ele colocar um dedinho na minha xoxota, daí peço para que ele brinque com dois dedinhos dentro de mim. Eu o ensino a como me penetrar com a sua mão, e em poucos minutos ele está cuidando muito bem da minha xoxotinha. Davi é um ótimo estudante, logo percebo que o seu pau está ficando duro e latejante mais uma vez. Então ordeno mais uma vez que pare e que venha chupar os meus mamilos.

Estou amando essa brincadeira - Davi é o meu brinquedinho favorito, ele faz o que eu quiser e quando quiser. Eu explico para ele (entre os meus gemidos de prazer) que as mulheres são muito sensíveis nos mamilos e que por isso eles merecem uma atenção especial. Ele então os mama com muita vontade, hmmm…

"Para!" ordeno mais uma vez!

Retomo o meu fôlego e mando que ele chupe a minha xoxota. Davi diz sim e logo desce para para me chupar. Mando que ele vá devagar e o ensino como chupar e brincar com o meu clitóris. Era meio estranho, no começo eu falava "Sim gatinho, aí mesmo, continua aí" e logo mudava para "Não porra, aí não, mas tá perto, hmmmm sim, aí mesmo".

Mas como eu já disse, Davi é um ótimo aluno e quer muito aprender. Rapidinho ele entende como chupar uma mulher. Eu então mando que ele me penetre com a sua língua e ele obedece. Hmmm…

"Dentro e fora, dentro e fora… Sim Davi... Me fode com a sua língua gatinho." Digo sentindo que estou prestes a gozar na boca do meu estudante.

Eu estou muito perto de ter um orgasmo mas eu não quero que o meu lindo estudante pare por aí… Ele além de muito esforçado tem um pau maravilhoso… Decido que é hora de sentir o seu pau dentro de mim. Seguro a sua cabeça com as minhas mãos e a levanto. "Hora de me foder, me fode agora!" ordeno. Eu tenho certeza que ele vai saber o que fazer com a sua piroca dentro de mim, já estou exausta de dar aulas, agora é hora de curtir.

Davi se posiciona rapidamente e abre mais as minhas pernas. Eu posiciono as minhas pernas para entrar tudo. A minha bucetinha está quente e pronta para receber a sua piroca. Ele desliza o seu pau todo dentro de mim, posso sentir ele alargando a minha vagina apertadinha… Hmmm, em poucos segundos ele começa a me foder mais forte, e enquanto e fode ele brinca com meu clitóris… Que delícia. Meu estudante aprendeu direitinho e eu estou prestes a gozar, então brinco com os meus mamilos enquanto ele trabalha a minha bucetinha, posso sentir as suas bolas batendo contra a minha buceta… Que gostoso, eu estou cada vez mais perto de gozar, então seguro na sua bunda e começo a puxar Davi contra o meu corpo, eu quero tudo e quero agora.

"Eu vou gozar gatinho, você tá pronto?" eu pergunto pausadamente, entre uma gemida e outra.

Davi grita, geme muito alto e diz que vai gozar. Nós dois então gozamos juntos, com muita força e intensidade. Ele então deita ao meu lado, o seu rosto está completamente coberto pelos meus sucos vaginais… Ele olha para mim e sorri com carinha de apaixonado e logo pega na sono. Eu me levanto com cuidado para não acordá-lo e vou embora…

"Bom menino, a sua nota é 7, amanhã fodemos mais" escrevi em um bilhetinho e deixei na cozinha antes de sair… Bom, daí em diante trepamos muito, quase todos os dias… Mas enfim, além do sexo não tínhamos muito em comum e eu logo parti para outra.

 

Que tal seguir o nosso podcast e receber notificações a cada nova publicação? Assine o nosso canal no ITunes ou Google Play, é grátis! Clique no ícone abaixo para assinar.


Sugestão de produtos

 


Deixe um comentário!