Feira Do Prazer

#HERSECRET / Feira Do Prazer

Prefere ouvir? 👩🏻‍🎤 Não tem problema, clique play 👇 e ouça o segredo narrado por nós.

Eu preciso confessar que vou na feira bem próximo ao metrô todos os domingos, chego bem cedo, não espero a hora da xepa, vou na barraca de uma mulher que vende legumes. Me sinto menos constrangida com os olhares dela. Porque eu tento ao máximo disfarçar a minha real intenção, eu escolho os maiores, perfeitos, fico horas alisando, cheiro, olho com detalhe cada desenho cada tonalidade. É um exercício de horas  tentando  ocultar o  meu tesão dos feirantes. Tenho meus legumes favoritos, a berinjela escolho as mais escuras e firmes, a abobrinha sem nenhum machucado e com formato uniforme, as bananas as mais redondinhas. Eu tive um único namorado que compartilhou desse fetiche comigo, saiamos juntos, ele também escolhia os vegetais e me sussurrava toda e possível sacanagem vinda da nossa colheita na feira.

Esse namorado que tive era ótimo, chegava em casa já jogando todos os legumes na cama, ele já de pau duro, quando pegava os legumes já sabia o que fazer tinhamos todo um ritual, esfregava o legume no meu clitores, me chupava, e depois me comia com o pau dele que era bem gostoso bem duro nao faltava tesao! Me massageava os legumes pelo corpo , tinhamos a mesma tara , eramos uma orgia gastronomica. Passavamos o domingo todo trepando, algumas vezes ele compartilhou ativamente desse meu fetiche. Lembro de fazer um fio terra com o manuel ( a abobrinha) foi uma coisa maravilhosa, ele não se constrangia com isso, por isso eramos perfeitos, mas fora da cama as coisas não andavam tão bem, tinhamos opiniões diferentes inclusive para política, não demos certo.

Fiz terapia anos prá tentar entender a origem desse fetiche. Conseguimos mapear que foi na infância a descoberta da minha sexualidade, tenho uma vaga lembrança de me esfregar numa berinjela sentada no sófa, uma experiência que anos depois mudou minha rotina.

Após a colheita da feira o consumo é rápido não espero elas murcharem, domingo para mim é esse dia mágico, no momento da escolha esses legumes já ganham nomes, chego em casa acompanhada de emanuel, giovane, luquinhas, Ana, nomes femininos também permeiam meu fetiche, nunca repito. Lembro com detallhe de cada prazer fornecido de cada um deles. É um momento especial para mim, sento no Lucas ( foi uma berinjela com o tamanho ideal) o detalhe é que uso com camisinha e lubrificante, coloco uma música, esfrego cada vegetal no clitores e depois bem molhada introduzo aos poucos e bem devagar, nem chego a fazer uma penetração completa, sempre gozo bem rápido. Acho que o momento do sexo já começa na feira alisando com a mão cada legume perfeito.

Carrego esse segredo por anos, mas só tive a liberdade de pratica-lo quando fui morar sozinha, sem o olhar constrangedor de ninguém, eu aproveito meus domingos dessa forma me dando prazer. Os legumes e eu essa junção perfeita, esse orgasmo construído em cada toque e olhar. Não sei se existe um nome especifico por essa fixação em fazer  sexo com os legumes, só gostaria realmente de saber por parte de outras minas, se elas tem um fetiche como esse. Gostaria muito de compartilhar com outra mina essa pequena tara.  

Que tal seguir o nosso podcast e receber notificações a cada nova publicação? Assine o nosso canal no ITunes ou Google Play, é grátis! Clique no ícone abaixo para assinar.


Sugestão de produtos

 


1 comentário

  • Manaaa vamos fazer feira juntas pleasee

    Carla

Deixe um comentário!