Frete Grátis: Acima de R$250 em mimos 💖 / Em até 3x sem juros ou 12x no cartão.

Carrinho Fechar

Ver Menu Lateral

Bonecas Eróticas

Conto erótico bonecas eróticas

Conto Erótico - Bonecas Eróticas

Prefere ouvir? 👩🏻‍🎤 Não tem problema, clique play 👇 e ouça o conto erótico narrado por nós.

Manas, eu acabei de ter o melhor orgasmo da minha vida, acabei de gozar e vim aqui fazer esse relato erótico porque não lembro de ter gozado tão gostoso assim na minha vida, nossa to muito eufórica e atropelando tudo, mas okay, vou começar do começo.

Eu moro em outra cidade, sou do interior e estudo na capital, meu caso não é nada de diferente dos milhões de jovens que vivem em interior e querem cursar algo específico que suas cidades natais não proporcionam, mas enfim, eventualmente a gente tem que voltar pra casa, ver a família e os amigos e etc. Foi assim que estou onde estou, na casa da minha mãe, cheguei e passei o dia fazendo companhia pra ela, passeamos, fomos na feirinha aqui da cidade, ajudei ela na cozinha, cumpri meus deveres de boa filha. Meu irmão mais velho vai vir amanhã aqui almoçar e vai trazer meus sobrinhos e a esposa chata e fresca dele, então por isso estou ajudando minha mãe com tudo.

Mas a melhor coisa de voltar pra casa é a nostalgia de estar no meu quarto, na capital eu tenho que dividir quarto e privacidade é quase zero, aqui pelo menos é tranquilo, durante o dia ainda se ouve barulho de carros, crianças brincando na rua, mas finalzinho de tarde e noite é pacífico, quando pré adolescente eu odiava isso, dizia que lugar bom era lugar barulhento, com gente, hoje eu acredito parcialmente nisso, me considero sortuda de poder voltar pro meu quarto quando eu quero paz, privacidade e tranquilidade. E ele me lembra exatamente de quem eu era, e tudo carrega uma lembrança, uma parte da minha parede é dedicado a mensagens e assinaturas de todos meus amigos que já me visitaram. Posters das bandas que mais escutei e que hoje nem ouço tanto.

O que mais se destoa da decoração rockeirinha rebelde do meu quarto são algumas barbies na estante. Minha mãe sempre me obrigou a deixar elas lá, talvez na esperança que eu brincasse um dia, e as vezes eu as usava, para serem esposas do meu Max Steel (risos), por meu irmão ser mais velho, quando ele cresceu eu herdei uma nova caixa de brinquedos cheia de coisas que eu achava mais interessante, carrinhos, soldados, arminhas. E eu passava muito tempo brincando com esses brinquedos, bons tempos, que nostalgia maravilhosa. Já que eu estava sozinha no meu quarto e minha mãe provavelmente já estava dormindo decidi fumar meu “cigarrinho natural” enquanto via um netflix, eu estava assistindo algum filme de crime e ação e acabei caindo no sono e foi ai que o sonho começou.

Eu era alguma agente investigativa, eu estava de social, blazer e usava uma gravata e eu entrava em um bar pouco iluminado, cheio de mesas redondas e música ambiente, no centro da sala havia um palco que se estendia por uma passarela com uma imensa barra, certamente eu estava em um bar de strippers, o lugar não estava lotado mas havia uma quantidade de pessoas razoáveis, todos os funcionários estavam ocupados.

- Boa noite detetive Juliana, sua mesa está a sua espera, o melhor lugar da casa, como de costume.

- Como vai Max? – Max era o meu boneco Max Steel, mas agora em sua forma humana.

- Tudo certo, como anda a investigação, algum suspeito?

- A investigação está apontando que as meninas estão segurando informações importantes para o andamento do caso. Elas estão prontas para mim?

- O show está prestes a começar, venha sente-se. – Max me encaminhava para a mesa mais próxima da barra. – O mesmo whiskey de sempre?

- O mesmo whiskey de sempre, Max.

Max se retirava e as luzes agora voltavam-se para o palco que começava a tocar uma música bem sensual, em meio a efeitos de fumaça apareciam duas figuras femininas vestidas de lingerie bem sensual e elas começavam a dançar, eu as reconhecia, eram minhas bonecas favoritas da estante do meu quarto, as principais mulheres das minhas brincadeiras, Suzie e Barbara, em suas formas humanas é claro, seus nomes eram esses porque eram os nomes de duas meninas que eu tinha um super crush no colégio.

Elas dançavam em sincronia, as vezes intercalavam a barra de poledance, elas eram tão sensuais, elas eram tão articuladas e flexíveis como quando eu brincava com elas. Elas olhavam pra mim com desejo e luxuria enquanto eu mantinha minha pose de durona, bebendo meu whiskey. Determinado momento as duas desciam do palco e dançavam só para mim. Barbara abria suas pernas e se sentava em uma das minhas, se roçando nela, ela segurava a minha gravata e arqueava seu corpo para tras, enquanto Suzie estava atrás da minha cadeira me abraçando por trás e esfregando seus macios seios em minha nuca, em determinado momento, Suzie segurou meu queixo, conduzindo meus lábios para bem perto dos seus, no momento que quase nos beijaríamos Barbara puxou meu queixo para ela e fez um sinal negativo com o seu indicador, e com o mesmo indicador ela o levava para seus lábios, beijando-o e depois conduziu seu dedo aos meus lábios.

Eu tentava manter minha pose profissional mas eu queria mesmo era chupar as duas ali mesmo. Logo após me seduzirem elas voltaram ao palco e finalizaram sua performance abraçadas, uma de frente a outra sugerindo um beijo. As pessoas aplaudiam e elas agradeciam acenando e mandando beijos, antes de se virarem para voltar ao camarim, me encararam profundamente e foram desfilando bem sensualmente com seus saltos altos para trás do palco. Bebi o último gole do meu whiskey, arrumei minha gravata e me levantei indo a caminho do camarim. Chegando ao camarim, bati na porta e Suzie gritou dizendo que eu poderia entrar

- Belissima apresentação meninas.

- Ora Ora, detetive Juliana, é sempre um prazer ter você por aqui. O que a trás de volta ao Strip Bar Bie. – Suzie perguntava sentada em uma poltrona tomando um drink.

- Preciso de um novo depoimento de vocês, novas provas surgiram que indicam que vocês não contaram a versão inteira dos fatos.

- Oh não Barbara, estamos encrencadas. – Suzie dizia ironicamente olhando para Barbara que tirava seus brincos me encarando através do espelho.

- Vamos lá meninas, eu só preciso saber para onde ele fugiu, se vocês colaborarem, nada irá acontecer a vocês.

- Diga detetive, até onde você está disposta a ir para conseguir essa informação? – Barbara dizia isso alisando seus seios por cima do seu roupão vermelho de seda.

- Estou disposta a ir a fundo. Bem fundo.

Suzie e Barbara se olharam fazendo um som de –mmmmm e logo mais elas abriram seus roupões revelando estarem nuas.

- Então faremos o seguinte, nosso depoimento será dividido em duas partes, o da Barbara e o meu, mas pra conseguir isso você precisa fazer a gente gozar bem gostoso, acha que consegue?

- Eu levo meu trabalho bem a sério, observem. - Fui a caminho das ninfas tirando o meu blazer e subindo as minhas mangas.

Primeiramente fui em direção a Barbara, havia uma cama vermelha em formato circular no camarim, minhas suspeitas é de que ambas também ganham dinheiro com strip virtual. Agarrei Barbara a segurando em meu colo e a conduzi até a cama, desfiz o nó na minha gravata e fui tirando minha camisa admirando o corpo nu a minha frente. Quando me desfiz da camisa cai meu corpo sobre o dela e começamos a nos beijar intensamente. Eu não tinha tempo a perder, tinha duas missões a cumprir para conseguir as provas de que eu precisava, nossas línguas se encontravam e Barbara tinha um gosto saboroso de morango que misturava com seu perfume doce, a pele dela era tão macia. Ela era tão delicada e ainda assim tão feroz. Barbara interrompia o beijo para chupar meus seios e aquilo arrepiou as minhas costas, enquanto ela fez isso sua mão desceu para apalpar a minha buceta por cima da calça e isso fez meu clitóris pulsar, também fiz o mesmo e como ela estava nua, o meu toque deve ter sido muito mais intenso pra ela, Barbara gemeu alto.

Desci meu corpo e logo mais meu rosto estava entre as pernas dela e seu sexo já estava quente, pelo aroma eu já sabia que ela estaria meladinha para mim. Cai de boca na boceta de Barbara que até levava suas pernas ao alto de tamanho choque de tesão. Ela gritava de prazer. Minha língua feroz explorava cada pedacinho daquela vulva saborosa e melada, eu chupava ela com tanto gosto que meu oral nela fazia barulho, como se eu chupasse gelo. Coloquei meu dedo em sua vagina quente e molhada pra massagear seu ponto G, nesse instante Suzie se deita ao lado de Barbara nos assistindo, ela agora mamava os seios de Barbara enquanto ligava um vibrador pra passar em sua boceta. Eu agora metia dois dedos em Barbara e eu sentia ela morder meus dedos com sua vagina.

Agarrei as pernas de Barbara e mudei a posição dela para o lado e encaixei nossas pernas em tesourinha, nossas bocetas agora roçavam uma na outra, a famosa posição cola velcro. Eu rebolava e me esfregava nela e estimulava ela falando bastante sacanagem.

- Vai Barbara, goza na minha boceta, goza. Vamos fazer um sabão gostoso.

E Barbara e Suzie se beijavam enquanto eu roçava em Barbara. Que visão maravilhosa e privilegiada eu estava tendo. Mal podia esperar fazer Barbara gozar pra dar assistência a Suzie, a bocetinha dela também precisava de mim. De repente Barbara para de beijar Suzie e começa a se contorcer e agarrar a cama, ela gemia alto. Suzie colocava o vibrador no mamilo de Barbara. Barbara gritava de prazer.

- AaaaaaaaAAAAAaaaAAAHHHHHHHHHH. - E seu corpo todo relaxava.

Vitória, agora só restava Suzie.

- Sua vez - eu disse.

Eu estava me segurando MUITO para não gozar também, a cena de Barbara gozando em mim foi sexy demais. Ainda ajoelhada na cama agarrei as pernas de Suzie e as trouxe para cima de meus ombros, seu corpo fazia um lindo caimento vertical, a segurei pela cintura pra que sua xaninha se encontrasse com meus lábios, eu tocaria Suzie como uma gaita, como o melhor instrumento do mundo e ela cantaria pra mim, e assim que meus lábios tocaram os grandes lábios de Suzie ela começou a cantar a melodia do prazer pra mim, ela gemia quase que cantando, como uma sereia, que gostoso é ouvir os gemidos de prazer de uma mulher, minha língua circulava, subia e descia deixando ela bem molhadinha, quando eu parava para relaxar o pescoço meus dedos massageavam o clitóris de Suzie, de repente sinto algo vibrar na minha buceta.

Barbara colocava o vibrador em cima do meu clitóris e era tão bom, enquanto eu chupava Susie eu gemia. Eu não sei por quanto mais tempo eu aguentaria aquela situação, eu sentia minha buceta querer explodir, me segurar já estava sendo exaustivo demais. Perdi as forças e deixei o corpo de Suzie cair sobre a cama de pernas abertas.

- Eu não aguento mais, estou quase gozando –Disse pegando o vibrador das mãos de Barbara.

Eu faria Suzie gozar antes de mim, essa era a minha meta. Comecei a chupar ela e coloquei o vibrador na portinha do seu cú, eu agora lambia o clitóris dela, enfiava meus dedos em sua vagina e de extra ainda massageava a portinha dela com o vibrador. Suzie agora também se contorcia, ela franzia sua testa e arqueava suas costas.

- AAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHH - Ela gritava de prazer.

Suzie gozava em minha boca. Assim que soube que cumpri minha missão, agora era minha vez, eu não aguentava mais segurar meu orgasmo. Fiquei de pé no colchão e comecei a me siriricar bem gostoso e Barbara e Suzie se ajoelharam de frente pra minha boceta já prestes a explodir, eu gemia alto, minha boceta estava inchada, eu já sentia meu corpo todo vibrar

- AAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHH. – Eu esguichava.

Eu estava tendo um squirt ali mesmo, na cara das duas, que me recebiam de boca aberta, e depois elas se beijavam. Minhas pernas amoleceram e cai de joelhos em frente a Barbara e Suzie se beijando, e decidi participar, logo mais estávamos tendo um beijo triplo. De repente tudo ao meu redor começou a desaparecer e as minhas ninfas apenas riam com suas vozes ecoando

- Tchau Tchau Juliana, é hora de acordar.

- AAAHHHH – Acordei assustada, reparei que minha calcinha estava toda molhada, tudo não passara de um sonho erótico.

E que tesão de sonho. Olhei para as bonecas na estante e disse

- Vocês ainda me devem um novo depoimento.

Risos, eu estava doida falando comigo mesma e minhas bonecas, mas imediatamente vim aqui registrar esse sonho para que eu nunca mais esqueça dele, e que meu subconsciente se inspire para que mais sonhos eróticos como esse aconteçam.

Que tal seguir o nosso podcast e receber notificações a cada nova publicação? Assine o nosso canal no Spotify, ITunes ou Google Play, é grátis! Clique no ícone abaixo para assinar.

 

 

QUE TAL UNS MIMOS?
compre em até 3x sem juros

Winter Vibrador para casais
R$ 318,80
Esgotado
Coelhinho Sugador e Massageador Clitoriano
R$ 389,80
Vibrador Rabbit Frolic PontoG
R$ 207,00

2 comentários

  • Postado em porKetelyn Carvalho

    Amei

  • Postado em porMonikinha_safada

    Nossa que delícia de sonho. Acho que serei obrigada a experimentar deixar uma gostosa dessa lamber minha buceta… uaau
    Tenho um crash que chupa como ninguém me faz delirar só de imaginar aquela língua gostosa

Deixe um comentário

Os comentários serão verificados antes da publicação

You have successfully subscribed!