Amizade Molhada

Conto Erótico - Amizade Molhada

Prefere ouvir? 👩🏻‍🎤 Não tem problema, clique play e ouça o conto erótico narrado por nós.

Apesar de sempre termos sido apenas amigos, a verdade é, eu sempre tive um crush nele. Ele era um cara bem pé no chão, doce e muito legal mesmo. Com o passar dos anos, nós fomos crescendo juntos e eu gostava muito da sua companhia e do seu senso de humor. Agora que somos adultos, de vez em quando eu podia sentir que existia um flerte entre nós, mas nada nunca aconteceu. Nós sempre fomos melhores amigos, tivemos namorados e terminamos, e sempre estávamos lá para dar suporte um para o outro. Ele sabia que poderia sempre contar comigo, e eu também, sabia que ele estaria lá para o que der e vier.

Enfim, nós viajamos em casais nesse verão, fizemos uma viagem pelo Norte do Brasil e deu tudo errado, tanto ele quanto eu voltamos solteiros dessa viagem. Depois de todo o ocorrido combinamos de nos encontrar para chorar as mágoas… Ele então veio aqui em casa e ficamos na minha cama tomando sorvete e vendo um filme bem dramático.

Nós fomos criados juntos, então para gente abraçar e tocar um no outro é normal, nós sempre nos abraçamos e brincamos com toques. Nessa noite resolvemos ver mais filmes, como já era tarde eu me troquei e coloquei o meu pijama, e ele foi ao banheiro e voltou vestindo só a sua cueca. Nos deitamos na cama e fomos vendo o filme, fomos ficando com sono e inevitavelmente acabamos dormindo. Eu acordei no meio da noite e percebi que estávamos dormindo de conchinha, eu sentia o seu peito pressionado contra as minhas costas, e sentia a sua respiração na minha nuca. Sentir o calor do seu corpo junto ao meu era muito bom.

Eu sinto o seu corpo envolvendo o meu, ele pressiona o seu peito ainda mais contra as minhas costas e põe o seu braço sobre mim, dessa a sua mão toca levemente os meus mamilos que já estão durinhos. Eu respiro fundo e não me mexo, tento acalmar os meus pensamentos, não quero o acordar. Eu tento dormir mas não consigo me concentrar, a minha xoxota está quente e eu posso sentir o meu clitóris vibrando, a minha bucetinha pede por atenção. Eu empurro o meu corpo para trás, e posiciono a minha bundinha bem perto do seu pênis. Sentir o seu pau na minha bunda me deixa ainda mais excitada… Eu já não me masturbo já faz um tempo, então acredito que não vou conseguir dormir se eu não me tocar.

Eu aperto os meus olhos, fecho eles e tendo pensar em qualquer coisa para diminuir o meu tesão. Os minutos passam e nada, ainda estou cheia de desejo, a respiração dele no meu pescoço não me deixa para de pensar naquilo… Quando me dei conta a minha mão já estava dentro dos meus shorts. Eu estava quente e molhadinha, então comecei a tocar os meus lábios vaginais, a minha respiração foi acelerando e eu tentava me controlar. Os meus dedos estão cobertos pelos meus sucos vaginais, e eu esfrego a minha xoxotinha ainda mais.

Eu toco o meu clitóris e o massageio com movimentos circulares, eu então deixo escapar uma gemidinha. Muito gostoso e proibido, o corpo dele contra o meu, o seu rosto no meu pescoço. Eu sinto ele se mexendo atrás de mim, paro de me tocar e rezo para que ele não tenha acordado. Percebo que a sua respiração mudou e eu sei que ele não está mais dormindo. O seu pau contra a minha bunda começa a crescer e endurecer, mas ele não se mexe, e eu fico debatendo comigo mesma o que fazer, eu penso em parar mas estou com muito tesão…. Eu então volto a me masturbar, esfrego a minha bucetinha, sinto ela ficando mais quente e molhada, saber que ele está acordando e me observando me deixa ainda com mais desejo.

Eu sinto o seu pau pulsando contra a minha bunda, ele então desce a sua mão a colocando a colocando sob a minha. Ele é tão quente, a sua mão é tão familiar mas tão diferente. Ele pressiona o seu rosto contra o meu pescoço e começa a ficar ofegante, o meu coração já está acelerado. Eu não consigo acreditar no que está acontecendo, não sei se estou sonhando ou acordada. Ele acaricia a minha mão para me acalmar, ele me conhece tão bem….

"Por favor" eu sussurro, eu sabia que ele precisava ouvir isso de mim. Ele beija o meu pescoço suavemente. Ele então toma conta e começa a esfregar o meu clitóris. Que delícia, eu preciso tanto gozar. O tesão toma conta da minha mente, e as mãos dele tomam conta da minha xoxotinha.

Ele passa dois dos seus dedos sob a minha bucetinha, ele vai me explorando enquanto os seus dedos ficam cobertos pelos meus sucos vaginais. Ele esfrega o meu clitóris e o massageia, e eu aqui explodindo de desejo. Os seus dedos pressionam o meu clitóris que já está super sensível, e eu vibro, o meu corpo todo vibra. Parecia que ele conhecia a minha xoxotinha como ninguém.

"Sim, hmm..." sussurro novamente enquanto sinto o meu rosto esquentar. Eu sei que vou gozar logo, a sensação de estar vivendo tudo aquilo é demais, eu não consigo me controlar. Ele me pega com ainda mais força e vai beijando o meu pescoço enquanto esfrega a minha xoxotinha molhada, ele então começa a me lamber, sentir os seus lábios no meu pescoço enquanto a sua mão quente me masturba… Hmm… Eu então começo a gozar, eu me movimento para frente e para trás, como se estivesse montando em sua mão. Que delícia...

Eu então me viro e esfrego a minha xoxota em seu pau, eu sinto que estou encharcada, toda molhada, esfrego a sua rola em mim, gosto da sensação do seu pau pulsante entre os meus lábios vaginais.

Eu não podia acreditar que isso estava acontecendo, um dos meus melhores amigos, eu o conheço desde o maternal, e o seu pau estava ali, a poucos centímetros de penetrar a minha bucetinha. Eu já peguei ele se masturbando algumas vezes nesses anos que passaram, eu sabia que ele era bem dotado, mas a sensação de ter tudo aquilo pressionado contra a minha xoxotinha, hmmm….

Eu passo a minha mão sobre o seu peito e barriguinha, brinco com os seus mamilos enquanto aproveito tudo aquilo. Sinto uma boa energia, sinto algo inexplicável, quase que espiritual. Eu decido explorar o seu pau, o aliso, sinto ele pulsando, desço a mão para as suas bolas, elas estão cheias de leite. Me deito sobre ele e o beijo, as nossas línguas se entrelaçam, sinto uma energia explodindo de nós dois. Ele então segura a minha cintura e me pressiona contra o seu pau, a sua rola está muito dura e pertinho de me penetrar.

Como eu estava curtindo aquilo, os seus lábios eram tão gostosos, eu queria muito ter ele dentro de mim. Ele me vira, fica por cima de mim, e eu estou deitada com a minha bucetinha pulsante, pedindo por tudo aquilo. Ele me beija, enquanto me beija ele brinca com o seu pauzão, ele esfrega a sua rola na minha bundinha, na minha xoxota e termina brincando com o meu clitóris. Ele vai ficando cada vez mais ofegante, eu sinto que ele está se segurando, eu sei que ele quer penetrar a minha xoxota.

Eu desço a minha mão e pego em suas bolas, nesse mesmo momento ele me penetra, ele mete todo o seu pau dentro de mim, nós gememos juntos. Ele espera, o seu pau é muito grosso e eu preciso de alguns segundos para me acostumar. Eu começo a massagear o meu clitóris e tomo conta da situação, movimentando o meu corpo para cima e para baixo.

"Mais, vai, mete" eu ordeno enquanto ele me penetra, sinto as suas mãos agarrando a minha cintura e pressionando todo o meu corpo contra o seu pau duro e pulsante. Eu continuo mandando que me foda mais enquanto ele tira e põe o seu pau dentro de mim. Eu então agarro na sua bunda e o pressiono contra o meu corpo, eu quero sentir tudo aquilo dentro da minha bucetinha. Nós encontramos o nosso ritmo, e eu rebolava na sua rola gostosa, ele as vezes tirava o seu pau de dentro de mim e o esfrega contra o meu clitóris. Posso sentir o calor da minha buceta em seu pau quente e molhado. Eu então começo a esfregar o meu clitóris ainda mais forte enquanto ele me penetra. Que gostoso…

Ele vai metendo e eu me masturbado, sinto que estou prestes a gozar… "Hmmm, eu vou gozar" aviso para ele. Ele me penetra ainda mais rápido, e então ele geme alto, eu posso sentir o seu pau se enchendo de leite e jorrando dentro de mim, com a minha mão sinto as suas bolas se movimentando. Ele continua a meter e eu gozo, o meu corpo todo se contrai, sinto eletricidade correndo pelo meu corpo.

Ele deita o seu corpo sobre o meu com o seu pau ainda dentro de mim, nós dois estamos ofegantes e suados, nos beijamos e sorrimos. Tudo aquilo parecia um sonho, não parecia real… Depois de conversar um pouco caímos no sono…

A manhã seguinte também foi divertida e ainda mais quente do que eu esperava, mas isso fica para meu próximo conto.

 

Que tal seguir o nosso podcast e receber notificações a cada nova publicação? Assine o nosso canal no ITunes ou Google Play, é grátis! Clique no ícone abaixo para assinar.


Sugestão de produtos

 

 


1 comentário

  • Que delícia ..

    Titatrix

Deixe um comentário!